Blog


24/11/2017 Notícias

Primeiro transplante de cabeça em humanos é um sucesso!

Operação de 18 horas conseguiu conectar os nervos e a espinha de dois cadáveres!

Primeiro transplante de cabeça em humanos é um sucesso!

Uma operação realizada durante 18 horas conseguiu conectar a coluna vertebral, vasos sanguíneos e os nervos de dois cadáveres. A cabeça e o corpo usados no experimento eram de doadores de órgãos para estudo e, em um primeiro momento, apresentou êxito durante a operação.

A operação foi chefiada pelo Dr. Xiaoping Ren e sua equipe, na China. O mesmo doutor já tinha realizado o transplante de cabeça em mais de 1.000 ratos e também concretizou a cirurgia entre macacos em 2015.

A equipe se mostrou muito satisfeita e animada com os resultados, já que o transplante de cabeça poderia ajudar pessoas com paralisias crônicas. Em breve, os resultados detalhados da pesquisa devem ser publicados na revista Surgical Neurology International.

A pesquisa

O cirurgião Sergio Canavero foi o responsável pela descoberta do método de transplante de cabeça em humanos. Desde 2013 o médico vem pesquisando sobre o tema e, inclusive, chegou a afirmar que o primeiro transplante com pacientes vivos seria realizado ainda este ano.

Canavero tem sido fortemente criticado pelo meio acadêmico por suas declarações polêmicas. Segundo ele, os avanços obtidos nessa pesquisa colocam os seres humanos mais próximos da imortalidade.

 

 

Além de ajudar a curar pacientes com imobilidade severa, o transplante de cérebro também poderia prolongar a vida humana. Já que com o transplante de corpo (termo tecnicamente mais correto) ganharíamos sobrevida.

O transplante de cabeça já tem uma cobaia humana para ser realizado, o russo Valery Spiridonov. O cientista de computação de 33 anos sofre com a Síndrome de Werdnig-Hoffman, uma doença muscular terminal.

Entretanto, de acordo com Canavero, é mais provável que o transplante seja realizado primeiramente entre chineses já que a chance de aparecer um doador com essas características é muito maior por causa da densidade populacional da China.

O transplante de cabeça

A cirurgia para transplante de cabeça foi realizada em duas etapas, de acordo com entrevista da equipe médica para o site Telegraph.

Primeiro o cérebro a ser transplantado recebeu a fonte de sangue do novo corpo. Esse procedimento seria utilizado em pacientes vivos para preservar as atividades cerebrais, por isso tanto cuidado.

Em seguida, a cabeça foi removida do corpo antigo e colocada no novo. Durante a cirurgia a equipe médica utilizou uma super cola cirúrgica, chamada de PEG.

Ao simular estímulos elétricos nos nervos e espinha, após o procedimento, os resultados foram animadores. O que deixou Canavero e toda a equipe muito felizes com o resultado.

Embora se trate de um tema polêmico, não podemos negar que o avanço traz novas possibilidades à medicina.