Blog


10/10/2017 Medicina

Super cola cirúrgica cicatriza ferimentos em apenas 60 segundos

A substância pode ser modificada na aplicação e não deixa resíduos tóxicos no ferimento.

Super cola cirúrgica cicatriza ferimentos em apenas 60 segundos

Cientistas de Boston, nos EUA, desenvolveram uma super cola cirúrgica que pode mudar a realidade dos primeiros socorros. O gel cirúrgico promete cicatrizar os ferimentos em apenas um minuto, pode ter o tempo de duração alterado e ainda não deixa resíduos tóxicos após o tratamento.

A descoberta foi feita por investigadores da Norheastern University, tendo como principal autora do artigo a cientista Nasim Annabi.

A invenção pode mudar completamente o tratamento de feridas e até incisões internas, já que o produto foi criado a partir de proteínas humanas.

Os diferenciais da super cola cirúrgica

Segundo os responsáveis pelo experimento a “MeTro”, nome da nova cola, não interfere na expansão ou relaxamento da região que é aplicada. O que a qualifica, pelo menos inicialmente, para uso tanto externo como na reparação de órgãos flexíveis (coração, pulmão, etc.).

A substância possui uma consistência elástica e adesiva, o que permite fechar ferimentos sem a necessidade de suturas. Quando colocada em contato com o ferimento, a cola é exposta a luz ultravioleta, se transforma em um gel e começa a cicatrizar a região.

Os cientistas ainda afirmam que, a super cola, consegue curar os ferimentos na metade do tempo que as outras substâncias usadas no tratamento cirúrgico. Uma revolução que pode ser útil para salvar vidas, segundo eles.

A cola cirúrgica ainda seca sozinha e não deixa toxinas nos tecidos do paciente, o que impede a incidência de infecções ou até rejeições ao produto. Além disso, a substância não precisa de cuidados muito especiais no manuseio ou armazenamento.

Através de uma enzima na cola, também é possível alterar o seu tempo de duração. Deste modo, quando o órgão estiver totalmente recuperado a cola é eliminada naturalmente pelo organismo.

Segundo os pesquisadores, a “MeTro” não é apenas uma substância colante. A composição química do produto ainda auxilia na regeneração da área atingida e sua completa recuperação.

Testes da super cola

O produto só foi testado em animais até agora, mas já mostrou resultados bastante animadores para o meio acadêmico.

No artigo, os cientistas apresentaram os resultados de um teste feito nos pulmões de ratos. Em todos os casos, a super cola apresentou melhores resultados que as suturas e outros produtos disponíveis no mercado.

Os estudos com seres humanos devem ser realizados em breve, de acordo com o grupo responsável pela invenção. Mas ainda serão intensificados com animais para resultados mais completos.

De qualquer forma, já é um avanço no tratamento de feridas pós-cirúrgicas e promete revolucionar o mercado.

O que você achou dessa novidade? Compartilhe este post com seus colegas.

Assuntos relacionados: super cola, ferimento